sábado, 29 de maio de 2010

Bolha de Sabão

















Bolha de sabão

É hora de acordar, foi lindo o sonho,
mas foi somente meu este querer,
que guardarei nos versos que componho,
enquanto espero o tempo de esquecer.

E eu cantarei, do sonho o encantamento,
as emoções, o enlevo, a inspiração;
da realidade, o desapontamento
de ter, com teu amor, sonhado em vão.

Mas valeu a ilusão, ainda que breve,
qual bela e frágil bolha de sabão,
que num momento voa, linda e leve,
noutro, desfaz-se em lágrimas no chão...

... mas minhas lágrimas transformo em canto,
pois são os versos, desta poeta, o pranto...

(Eloah Borda)

2 comentários:

Arturo Meio Ambiente disse...

Olá Eloah, gostei tanto do blog que já visitei muito! hoje com mais tempo estou seguindo o blog, parabéns muito bom, abs

Anna D'Castro disse...

Oi amiga como vc está?
Me disse que andava com uns probleminhas de saúde mas ke estava tentando voltar ao convivio dos amigos...
tb ocorreram umas coisas um pouco tristes comigo e estive um pouco 'fora do ar'...
Hoje falei com Rita e ela me contou ke vc ainda não estava mt bem...
Se vc pudesse vir até ao Rio, talvez conseguisse resolver um dos seus problemas, com mais facilidade ke aí. Pelo ke Rita me disse a mãe dela tb teve um problema semelhante e conseguiu resolver no Hosp.Público... mas nem sempre as coisas correm como desejaríamos, né?
Dê notícias assim ke puder.
Fico na torcida por suas rápidas melhoras.
bjs
Anna